Maior feira nacional da cafeicultura terá programação diversificada e melhoria na estrutura

  • ícone de compartilhamento

Além das novidades em máquinas, equipamentos e insumos para produção do grão, o visitante da 20ª Expocafé, a ser realizada entre os dias 17 e 19 de maio, em Três Pontas, também saberá mais sobre colheita, torrefação, sistemas orgânicos, logística e assuntos fiscais ligados à contabilidade rural.

Este ano a área da feira foi ampliada para 12,5mil m2. Outra novidade é que as principais ruas da feira foram pavimentadas para melhoria da estrutura do evento e montagem de estandes dos 150 expositores.

Pela primeira vez, a Associação Comercial e Agroindustrial de Três Pontas irá levar seis empresas locais das áreas de manutenção de tratores, seguradora, embalagens, mecanização agrícola e moda. "É uma oportunidade para essas pequenas e médias empresas participarem de um grande evento do segmento cafeeiro", afirma Hélio de Carvalho Júnior, Gerente de Negócios da associação.

Outra empresa que participa pela primeira vez é a MRS Logística e que irá levar uma nova opção de logística para o setor cafeeiro: transporte ferroviário. "Temos potencial para transportar café para exportação, além de insumos para o setor interno. A empresa conta com baixos índices de sinistro e baixo valor de seguro", afirma o gerente de contas comerciais agrícolas, Marcelo da Silva de Jesus.

De acordo com o coordenador técnico da Expocafé, César Botelho, também coordenador do Programa Estadual de Cafeicultura, o setor tem buscado dar mais sustentabilidade ao negócio e qualidade no produto final, assuntos trazidos para a programação do evento.

"Além de os cafeicultores conhecerem o que há de mais novo e moderno no mercado em maquinário, teremos a participação de diversos especialistas que trabalham também com tecnologias e inovações para a excelência do produto final, a bebida que chega para o consumidor", explica Botelho.

Para o presidente da Epamig, Rui Verneque, a feira evoluiu junto com a cafeicultura mineira. "Somos os maiores produtores de café do Brasil e do mundo. Nesses 20 anos de feira, a Epamig tem buscado levar informações para o dia a dia do cafeicultor, visando contribuir para a permanente evolução da cafeicultura", relembra.

Além de sediar, a Epamig tem sido a organizadora do evento nos últimos anos.

Simpósio

O 8º Simpósio de Mecanização da Lavoura Cafeeira, que antecede a abertura da Expocafé, acontecerá no dia 16 de maio, na tenda de eventos da feira. O evento é promovido pela Epamig e pela Universidade Federal de Lavras (Ufla) e terá como tema desta edição "Manejo Mecanizado e Qualidade do Café".

O coordenador do simpósio e professor da Ufla, Fábio Moreira, aponta os destaques da programação, que contará com palestras, debates e painéis com a participação de pesquisadores, professores, consultores, produtores e importadores.

"Vamos enfatizar a cafeicultura de precisão, que consiste em um gerenciamento mais exato das necessidades da lavoura, sejam elas nutricionais ou relativas ao controle de pragas e doenças, talhão por talhão", explica Moreira.

Outra novidade é a palestra sobre colheita mecanizada do café Conilon. "Um grande gargalho na produção do Conilon é a colheita. Até pouco tempo atrás, acreditava-se que a mecanização das lavouras era inviável, hoje temos trabalhos no Espírito Santo que comprovam o contrário.", afirma o coordenador.

As inscrições para o 8º Simpósio de Mecanização da Lavoura Cafeeira podem ser feitas no site www.expocafe.com.br até 13 de maio ou presenciais na data e local do evento. O investimento é de R$ 50 para estudantes (mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil atual no dia do evento) e R$100 para demais participantes.

 

Serviço/20ª Expocafé

Data: 17 a 19 de maio de 2017

Local: Campo Experimental da Epamig - Rodovia Três Pontas/Santana da Vargem, km 6 - Três Pontas (MG)

Programação: www.expocafe.com.br

 Assessoria de Comunicação Epamig: (31) 3489-5023 / (35) 98827-2004 / imprensa@epamig.br