Utramig inicia cinco novos cursos de curta duração em Belo Horizonte e Sabará

Capacitações são voltadas para mulheres em situação de vulnerabilidade social e jovens e adultos de regiões com acesso precário a opções de educação profissional

  • ícone de compartilhamento

A Utramig inicia neste mês, em Belo Horizonte e Sabará, cinco novos cursos de curta duração com recursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) na modalidade de Formação Inicial e Continuada (FIC).

As capacitações, voltadas para mulheres em situação de vulnerabilidade social e jovens e adultos de regiões com acesso precário a opções de educação profissional, terminam entre dezembro deste ano e janeiro de 2018, sendo que a duração é de 160 ou 200 horas.

As aulas inaugurais acontecem nos dias 16 e 17 de outubro. São dez turmas que vão fazer a capacitação em Assistente de Produção Cultural, Assistente Administrativo, Microempreendedor Individual (MEI), Informática Básica, Programador WEB.

Em Sabará, a atividade será realizada no dia 16 de outubro (segunda-feira), às 14h, na Escola Municipal Ordália Ferreira Campos, no distrito de Ravena. Na localidade, será ofertado o curso de Microempreendedor Individual (MEI), que também acontecerá na sede da Utramig e no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Novo Ouro Preto, na região norte da capital.

A presidente da Utramig, Vera Victer, destaca que a realização destas qualificações atende às demandas da sociedade, bem como do mercado de trabalho. “A Utramig, através dos cursos de curta duração, atende a um direcionamento do Governo: levar as políticas públicas onde elas não chegavam”, afirma.

Para a gestora, a proposta de capacitação da instituição oferece diferenciais para os participantes. “Além da formação profissional, os cursos contam com uma proposta pedagógica emancipadora, que contribui para a formação dos participantes.

Para a execução dos cursos, segundo Ester Espeschit, da Diretoria de Qualificação e Extensão da Utramig, a construção de parcerias foi essencial. “Os parceiros são fundamentais na identificação e mobilização dos alunos, bem como na indicação e disponibilização de espaços para que os cursos aconteçam”, diz, acrescentando que os conteúdos são elaborados conjuntamente, adequados ao público-alvo.

A Secretaria de Cultura, por exemplo, demandou à fundação a execução do curso de Assistente de Produção Cultural, que será ofertado na sede da Utramig, no Núcleo de Formação e Criação Artística e Cultural (Nufac), área central da capital, e no PlugMinas, região leste de BH.

Neste último local, também será ofertado o curso de Programador WEB, iniciativa da Utramig para atender a demanda por profissionais com este perfil em Minas Gerais.

Outro exemplo desta proposta é a parceria com a Secretaria de Estado de Administração Prisional. O curso de Assistente Administrativo será para pessoas privadas de liberdade, que já trabalham na Cidade Administrativa de Minas Gerais, como forma de diminuição da pena.

Estes cursos de curta duração são a oportunidade de “expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional, contribuindo para a ampliação das oportunidades educacionais dos trabalhadores”, afirma Ester. Ela acrescenta que os alunos aumentam seus conhecimentos, aprimoram suas habilidades, aprendem a empreender e ampliam sua possibilidade de conseguir um emprego.



Últimas