Sedese certifica mais 140 jovens nos cursos de Competência para o Trabalhador

Capacitação é oferecida em atendimento à demanda dos Fóruns Regionais de Governo

  • ícone de compartilhamento

A Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) entregou nesta sexta-feira (15/9) certificados de formação dos cursos de Competência Profissionais e Sociais para o Trabalhador a 70 pessoas no município de Brumadinho, no Território Metropolitano.

Cursos atendem prioritariamente o jovem em situação de vulnerabilidade social - Crédito: Divulgação/Sedese

Nessa quinta-feira (14/9) os certificados foram entregues a 70 jovens do município de São João do Paraíso, no Território Norte. No último dia 1º, o município de João Monlevade, Território Metropolitano, formou também uma turma com 29 jovens. A meta nessa cidade é a de capacitar cerca de 700 jovens.

Os cursos, oferecidos em atendimento à demanda dos Fóruns Regionais de Governo, são uma das linhas de ação do Programa Qualifica-se da Subsecretaria de Trabalho e Emprego da Sedese, que atua também na capacitação de multiplicadores para esses cursos e na preparação de diaristas para que criem a sua própria clientela. Nessas três frentes de atuação, já foram qualificados, de janeiro até agora, 417 pessoas.

Os cursos de Competências Profissionais e Sociais para o Trabalhador são destinados ao público em geral, mas atendem prioritariamente o jovem em situação de vulnerabilidade social que busca a inserção ou recolocação no mercado de trabalho.

Durante a capacitação, esses jovens recebem noções de como elaborar um currículo, melhorar a autoestima e o relacionamento interpessoal, bem como aulas de etiqueta profissional e excelência no atendimento ao público.

Na ação de multiplicadores, a Sedese trabalha na capacitação de pessoas que têm expertise e interesse para ministrar os cursos de Competências Profissionais e Sociais para o Trabalhador no seu município ou região.

A Sedese investe ainda na formação de diaristas para integrar as Centrais de Autônomos, já em funcionamento em Belo Horizonte e em estágio avançado de funcionamento nos municípios de Betim e Patrocínio.

Os municípios de Vespasiano e Três Corações também estão em fase de estruturação desse setor para prestação de serviços à comunidade.

As Centrais disponibilizam profissionais diaristas para serviços gerais, lavadeiras, passadeiras e jardineiros, entre outras funções, para atendimento aos interessados. Em Belo Horizonte, o contratante tem que pagar R$ 100 e fornecer duas passagens ao diarista. No interior, o custo depende das peculiaridades de cada região.

A intenção da Sedese com esses cursos é a de fornecer a essas pessoas orientações sobre comportamento, direitos e deveres e a como formar uma cartela de clientes, já que ficam cadastradas no serviço durante um ano.



Últimas