Pelo segundo ano consecutivo, Minas Gerais se destaca em competição internacional de inovação

Startup Games levou o espírito competitivo e a esportividade para a Praça da Liberdade

imagem de destaque
A Biomimetic Solutions, composta por jovens empreendedoras, alcançou a valuation  869.060.000 libras
  • ícone de compartilhamento

Após passar por cidades como Londres, Santiago, Sydney, Singapura e Buenos Aires, Belo Horizonte sediou nos dias 16 e 17 de setembro o Startup Games. Pela primeira vez na capital mineira, a parceria entre o Consulado Britânico e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes) levou 149 investidores nacionais e estrangeiros, 6 super Angels e 73 startups de diversas regiões do Brasil e do mundo - Índia, Peru, Alemanha, Chile, Bolívia, Quênia, México, Holanda e Portugal -  para competir na Praça da Liberdade. 

Na disputa, as startups recebem 100 ações virtuais e, cada investidor, $ 1 milhão virtual. A meta de cada startup é vender o menor número de ações, de forma a aumentar o valor da empresa; já o objetivo dos investidores é comprar ações de baixo valor, mas com futuro promissor. 

A competição é monitorada através de um aplicativo exclusivo desenvolvido pela empresa mineira IOasys, que possibilita que tanto investidores quanto empreendedores acompanhem a valuation - estimativa de quanto um empreendimento vale, determinando seu preço e o retorno de um investimento em suas ações.

Ao todo, mais de 700 milhões de pounds virtuais foram negociados, em 1.400 ofertas durante todo o jogo. A disputa foi bastante acirrada e o resultado definido nos últimos segundos da competição. No domingo, startups que nem estavam no ranking das 10 melhores conseguiram alcançar resultados impressionantes, entre elas a campeã: Biomimetic Solutions.

A Biomimetic Solutions, composta por cinco jovens empreendedoras, alcançou a valuation  869.060.000 libras. A spin-off acadêmica do Cefet-MG é responsável por produzir matrizes tridimensionais para o crescimento de órgãos e tecidos em laboratórios.

“O Startup Games foi uma excelente oportunidade para aprimorarmos nossa negociação, expondo o produto para investidores de uma forma tangível. A cada pitch aprimorávamos alguns pontos para deixar claro o que é nossa tecnologia”, afirma Alana Benz, responsável pelos negócios da empresa.

Em segundo lugar, porém não menos importante, ficou a Melhor Plano - startup acelerada na 4ª rodada do programa de aceleração do Governo de Minas Gerais, o Seed. A solução utiliza um banco de dados para comparar as melhores ofertas disponíveis para planos de celular, internet banda larga, TV por assinatura e telefone fixo na região do contratante.

A medalha de bronze ficou com a MagCare, formada por estudantes de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e suas orientadoras da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

A solução desta startup propõe um tratamento alternativo para feridas de difícil cicatrização, reduzindo o tempo e o custo do tratamento, acabando com a infecção e o odor em 24 horas.

Pelo segundo ano consecutivo, os mineiros dominaram o evento. Em 2016, a maior delegação era mineira, assim como as quatro primeiras colocadas da disputa: BeerOrCoffee, Virturian, Lett e Pris, respectivamente, todas integrantes da terceira rodada do Seed.

O embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan, declarou que Minas Gerais segue sendo um importante parceiro do Reino Unido no âmbito da inovação e da tecnologia.  “Experimentei o jogo participando como um potencial investidor e fiquei admirado como todos levaram a competição a sério, sinal de que estão muito bem preparados para fazer negócios. Parabéns aos participantes e aos vencedores desta edição, a maior realizada até o momento”.



Últimas