Ipem-MG verifica cerca de 12 mil táxis na Região Metropolitana de BH

Expectativa é que cerca de 12 mil táxis sejam verificados durante a operação

imagem de destaque
A verificação abrange também a análise das condições gerais dos veículos
  • ícone de compartilhamento

O Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG) realiza até o dia 14 de junho a verificação periódica dos taxímetros da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), conforme o final da placa. A expectativa é que cerca de 12 mil táxis sejam verificados pelo Ipem-MG durante a operação.

O gerente da Regional de Belo Horizonte, Anderson Rocha, esclarece que os taxistas que já realizaram a verificação no taxímetro neste ano (janeiro/2017 ao dia 5 de maio/2017) em virtude de reparo no equipamento ou troca do carro, só precisam comparecer à unidade da regional Belo Horizonte para que seja afixado o adesivo escrito ‘VERIFICADO’ no para-brisa do veículo. Cabe destacar que estes automóveis não precisam passar pela verificação novamente.

“Nos municípios onde o poder público realizou reajuste nas tarifas, primeiramente os taxistas devem comparecer a uma das oficinas credenciadas ao Ipem-MG/Inmetro para alterar a tarifa. Posteriormente, devem dirigir-se para os ensaios metrológicos na pista, no qual é verificado se o preço registrado pelo taxímetro corresponde, com base na distância e no tempo gasto, ao trajeto percorrido pelo carro”, explica Rocha.

Cabe destacar que nos municípios em que não houve alteração do valor da tarifa de táxi só é necessário comparecer à oficina credenciada o veículo que precisar fazer algum tipo de reparo no taxímetro.  Ainda de acordo com Rocha, a verificação é importante tanto para o consumidor quanto para o taxista.

No caso do passageiro, a verificação garante a veracidade do valor que está sendo cobrado no taxímetro. Já para o operador de transporte elimina o uso da tabela contendo o reajuste anual de preço, o que é uma confiança a mais para o profissional no momento de realizar a cobrança ao cliente.

A verificação abrange também a análise das condições gerais dos veículos, como a rolagem e rodagem dos pneus e do taxímetro (tarifa, lacres, entre outros).

Para realizar a verificação o taxista deve apresentar o certificado do veículo (CRLV), último certificado de verificação metrológica, alvará/permissão do taxista e a Guia de Recolhimento da União (GRU) paga.

A GRU pode ser retirada diretamente no site do Ipem (www.ipem.mg.gov.br), clicando no banner PSIE. O valor da taxa é R$ 52,18 e pode ser paga em qualquer agência bancária ou casa lotérica.

Cabe ressaltar que o taxista que não comparecer na semana do agendamento da sua placa está sujeito às penalidades da Lei 9.933/99. Caso isso ocorra, o responsável pelo veículo deve procurar o Ipem-MG para regularizar a situação.

Os municípios da RMBH que serão fiscalizados são: Belo Horizonte, Contagem, Ribeirão das Neves, Ibirité, Caeté, Vespasiano, Sabará, Santa Luzia, Nova Lima Lagoa Santa, Confins, Betim, Sete Lagoas, Sarzedo, Juatuba, Taquaraçu de Minas, São José da Lapa, Raposos, Matozinhos, Baldim e Jaboticatubas.

​Estande Gasmig

Durante todos os dias de aferição dos taxímetros, a Gasmig estará no espaço destinado para atendimento aos profissionais taxistas, na rua Antônio Clemente, 420, loja 1, bairro Santa Cruz, em Belo Horizonte. No estande da Companhia, os visitantes poderão tirar suas dúvidas sobre o GNV e conhecer todos os benefícios que o gás natural pode proporcionar ao seu veículo, ao seu bolso e ao meio ambiente.

Durante a operação, a Gasmig também vai disponibilizar informações sobre o gás natural veicular (GNV), explicar sobre o processo de conversão dos automóveis, apresentar os benefícios, além de mostrar a competitividade do GNV. O objetivo é mostrar aos profissionais taxistas que ainda não têm o equipamento instalado em seus veículos, como eles podem ter uma economia bastante significativa nos gastos com combustíveis.

O diretor comercial da Gasmig, Danilo Campos, ressalta que a competitividade do energético, em relação aos combustíveis líquidos, pode gerar uma economia superior a 50% nos gastos com combustíveis. “Para aqueles motoristas que rodam cerca de 100 quilômetros por dia, que é o caso de taxistas e frotistas, o investimento realizado na instalação do Kit GNV de 5ª geração, o mais moderno do mercado, poderá ser recuperado entre 15.000 a 20.000 km rodados”, afirma.

Segundo a companhia, na RMBH, hoje, uma frota de aproximadamente 2.000 táxis já utiliza o GNV.

Confira o cronograma para verificação dos taxímetros, de acordo com o final da placa do veículo, sempre das 8h às 17h:

8/5 a 12/5 – placas de finais 1 e 2

15/5 a 19/5 – placas de finais 3 e 4

22/5 a 26/5 – placas de finais 5 e 6

29/5 a 2/6 – placas de finais 7 e 8

5/6 a 9/6 – placas de finais 9 e 0

12/6 a 14/6 – táxis especiais, todos os finais de placas

Oficinas credenciadas pelo Ipem-MG:

Meca Táxi, Mega Táxi, Velotáxi e Assistência Técnica Menezes, todas na rua Jacuí, próximo ao Instituto.

Serviço:

Aferição dos veículos

Local: Avenida Arthur Guimarães, bairro Santa Cruz, Belo Horizonte.

Data: 8 de maio a 14 de junho

Horário: 8h às 17h

Afixação do adesivo

Local: Rua Jacuí 3.921, bairro Ipiranga, Belo Horizonte.

Data: Até 14 de junho

Horário: 8h às 17h

Estande Gasmig/Ipem-MG

Local: Rua Antônio Clemente, 420, loja 1, bairro Santa Cruz, Belo Horizonte.

Data: 8 de maio a 14 de junho

Horário: 8h às 17h



Últimas