IMA distribui em escolas 4 mil livros do Projeto Sanitaristas Mirins

Iniciativa realizada em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário dá suporte pedagógico à realização do projeto junto aos alunos do ensino fundamental em diversas regiões do estado

imagem de destaque
De forma lúdica, livro ensina aos alunos práticas sustentáveis de manejo de rebanhos e lavouras
  • ícone de compartilhamento

O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), deu início à distribuição de cerca de 4 mil livros intitulados " A educação sanitária no dia a dia dos alunos – descobrindo a agropecuária na escola".

A publicação, de autoria do Instituto, constitui o material pedagógico de suporte à realização do Projeto Sanitaristas Mirins junto a estudantes de escolas públicas de diversas regiões de Minas.

A impressão dos 4 mil exemplares do livro foi patrocinada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda), parceira do IMA na realização do projeto. Esta é a décima edição do livro, material que será utilizado ao longo do ano por alunos e professores de cerca de 100 escolas em todo o estado.

A publicação traz textos ilustrados e conteúdo interativo como palavras cruzadas, desenhos, caça-palavras e a proposição de temas para redação, de forma a reforçar junto aos estudantes o interesse pelo tema agropecuária e a facilitar a sua compreensão.

Ao longo dos últimos anos, o projeto já contemplou cerca de 101 mil alunos e professores em mais de mil escolas do 1º ao 9º ano do ensino fundamental. 

Multiplicadores

O Sanitaristas Mirins faz parte das ações de educação sanitária desenvolvidas pela IMA, iniciativa que tem o objetivo de levar a escolares e consequentemente aos produtores e trabalhadores rurais, informações sobre defesa agropecuária de modo a permitir-lhes o melhor manejo das lavouras e dos rebanhos.

Nesse contexto, o projeto trabalha junto aos escolares um variado leque de informações, o que na prática faz que os estudantes atuem como multiplicadores junto aos familiares e amigos de informações que  contribuem para a saúde dos rebanhos e das lavouras, considerando sempre a vertente do desenvolvimento sustentável.

Em sala de aula e em atividades extraclasse os alunos aprendem sobre a importância de se vacinar os rebanhos contra doenças como raiva, febre aftosa e brucelose. Na área vegetal, aprendem sobre o uso e manuseio correto de agrotóxicos pelos produtores e trabalhadores rurais, bem como o descarte e a destinação correta das embalagens vazias, entre outros temas. 

São realizadas aulas práticas que incluem a visita a propriedades rurais, com a monitoria de técnicos do IMA, onde podem acompanhar de perto alguns dos procedimentos corretos para uma produção saudável e de qualidade dos alimentos.

Consumidores conscientes

O conteúdo do livro é trabalhado de forma lúdica, o que permite apresentações de teatro, participação em eventos cívicos nas cidades, concursos de desenhos e palestras interativas, quando os alunos podem mostrar um pouco do que aprenderam sobre determinado assunto.

Os professores trabalham também temas relacionados a datas comemorativas importantes, a exemplo da semana nacional do peixe, oportunidade em que os alunos podem ampliar seus conhecimentos.

Para o diretor-geral do IMA, Marcílio de Sousa Magalhães, a importância do  Projeto Sanitaristas Mirins está em contribuir para a formação futura de jovens e adultos familiarizados com os fundamentos da defesa agropecuária, uma vez que terão conhecimento sobre o manejo correto e de forma sustentável dos rebanhos e das lavouras.

"Esse conhecimento contribuirá de forma fundamental para a produção de alimentos seguros e de qualidade. Ao mesmo tempo, ajudará a formar cidadãos e consumidores conscientes da importância do trabalho do campo para o abastecimento das cidades", argumenta Magalhães.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Agrário, Professor Neivaldo, lembra que a impressão dos livros faz parte do acordo de cooperação técnica firmado com o IMA para o desenvolvimento das agroindústrias familiares de Minas Gerais.

"Ficamos muito felizes em caminharmos juntos com o IMA para promover a educação sanitária no estado, sobretudo quando o foco são as novas gerações", diz o secretário.

 



Últimas