Governo de Minas Gerais convida população a opinar sobre investimentos em audiovisual

Representantes do setor e o público em geral podem fazer suas contribuições online para o Edital de Desenvolvimento de Projetos Audiovisuais, que será lançado via Codemig

imagem de destaque
Entre outros objetivos, a consulta busca garantir iniciativas alinhadas às necessidades e às expectativas dos produtores e do público
  • ícone de compartilhamento

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), convida os interessados a contribuírem com a elaboração do novo Edital de Desenvolvimento de Projetos Audiovisuais. O prazo para a realização das contribuições online vai até o dia 22 de setembro (sexta-feira), e o edital deve ser publicado ainda em 2017.

O objetivo da consulta é garantir iniciativas alinhadas com as necessidades e as expectativas dos produtores e do público em geral, além de manter a transparência em processos da empresa e a interação com os profissionais do audiovisual para a execução das políticas de desenvolvimento do setor.

As contribuições podem ser feitas por meio de formulário disponível no site da Codemig. Ele é composto de dez itens, que abordam os principais aspectos do concurso. O participante deverá marcar se concorda ou discorda com a redação de cada um dos pontos, com a possibilidade de escrever comentários sobre as questões. Há ainda um espaço para outras considerações pertinentes ao certame. As críticas, sugestões e solicitações serão consideradas para a definição da redação final do documento.

Este será o terceiro Edital para Desenvolvimento de Projetos Audiovisuais da Codemig. Na edição de 2015, a ação recebeu 137 projetos e beneficiou 18 propostas. Já o concurso publicado no ano passado recebeu 216 inscrições e selecionou 16 para receberem os recursos.

O edital de 2017 irá selecionar propostas de longas-metragens e obras seriadas nos gêneros ficção, animação e documentário e irá distribuir até R$ 1,5 milhão para os projetos contemplados. O objetivo é viabilizar a criação de roteiros inéditos e tornar as propostas aptas a captarem recursos no mercado, fomentando a produção mineira independente.



Últimas