Gasmig registra aumento do volume de vendas do GNV em Minas Gerais

Alternativa, que registra segundo mês consecutivo de aquecimento, chama atenção dos motoristas na hora de colocar os gastos com combustíveis na ponta do lápis

  • ícone de compartilhamento

O Gás Natural Veicular (GNV) sempre se mostrou mais competitivo frente aos demais combustíveis líquidos. Prova disso foi o crescimento no volume de vendas nos dois primeiros meses de 2017. A boa notícia impacta positivamente no bolso do consumidor mineiro, que pode economizar mais de 50% nos gastos com combustíveis.

Fevereiro fechou com o volume de 92.644 m³ comercializados frente aos 89.523 m³ registrados no mesmo mês do ano passado, com alta de 3,5%. Se compararmos os dois primeiros meses de 2017, o crescimento é de 13% em fevereiro, já que janeiro encerrou com 81.971 m³ comercializados.

O crescimento é uma tendência cada vez maior, já que os consumidores têm buscado alternativas para equilibrar o orçamento, sendo o GNV um grande aliado, pois proporciona mais rendimento por quilômetro rodado.

Dados da Associação Brasileira das Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) apontam que, em Minas Gerais, há redução de 50% nos gastos com combustíveis quando substituída a gasolina pelo GNV e 54% se comparado ao etanol. Para se ter uma ideia, rodar 100 km com GNV sai por R$ 18, enquanto que com gasolina o custo chega a R$ 36 e, com etanol, R$ 40.

Esse aumento do volume de gás comercializado também é reflexo do crescimento do número de conversões de veículos, que, de acordo com coordenador de GNV da Gasmig, Welder Souza, subiu cerca de 30% em relação ao mesmo período do ano anterior.

“Temos acompanhado as oficinas convertedoras parceiras para pesquisar o mercado e todas elas confirmaram aumento no número de conversões de veículos para o uso do GNV. Portanto, podemos afirmar este percentual de crescimento com muita alegria”, comemora.

Segundo a última atualização de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), de dezembro de 2016, Minas conta com uma frota de 32,2 mil veículos movidos a gás natural e um dos objetivos da Gasmig para 2017 é investir fortemente para a retomada do GNV no estado.

“Desde 2016, estamos tomando uma série de ações estruturadas para retomar a expansão do seguimento veicular, com reestruturações das oficinas convertedoras e campanhas promocionais”, ressalta o gerente de Comercialização do Gás Industrial, Veicular e Cogeração, Hilton Vale.

O diretor comercial da Gasmig, Danilo Campos, reafirma o objetivo. “Queremos aumentar a participação no segmento de gás veicular. O consumidor merece essa nova tecnologia de kits de conversão, que proporcionam economia de combustível sem perda de potência do veículo. Quem utiliza está muito satisfeito. Além do mais, o GNV diminui a emissão de poluentes e o custo de transporte das famílias, refletindo diretamente no índice de inflação.”



Últimas