Fapemig vai apoiar pesquisas para projetos aeronáuticos em Minas Gerais

Fundação abre Chamada Pública que prevê R$ 1 milhão para instituições de ciência, tecnologia e inovação. Iniciativa tem a parceria da Embraer

imagem de destaque
Fapemig sediou um workshop para detalhar as linhas de pesquisa
  • ícone de compartilhamento

O Governo de Minas Gerais, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), vai apoiar pesquisas e o desenvolvimento de tecnologias para fomentar projetos de interesse do setor aeronáutico e da sociedade. A iniciativa tem a parceria da Embraer.

O investimento total será de R$ 1 milhão para projetos de pesquisa e de inovação científica e tecnológica nas instituições de ciência, tecnologia e inovação. A Fapemig lançou a Chamada Pública 06/2017, que prevê o aporte financeiro voltado para cinco linhas temáticas.

“Esta Chamada é uma oportunidade de estimularmos os temas ligados ao setor aeronáutico, fortalecendo os conhecimentos no setor”, ressalta o gerente de Inovação da Fapemig, Heber Pereira Neves.

A ideia é complementar pesquisas já existentes, estimulando estudos complementares, capacitando e fortalecendo redes de pesquisadores que atuam neste segmento.

“Ao fazer esta parceria com a Embraer, a Fapemig cria oportunidades para a academia mineira desenvolver pesquisas em áreas centrais e correlatas do setor aeronáutico, diferenciando a competência dos alunos e dos profissionais formados em Minas Gerais”, diz Neves.

A Chamada envolve as seguintes as linhas temáticas:

- Avaliação experimental de arquiteturas de propulsão híbrido-elétrica com possibilidade de variação do grau de hibridização e capacidade de regeneração de energia elétrica.
- Desenvolvimento e avaliação de um sistema de controle propulsivo integrado voltado para sistemas de propulsão híbrida em aeronaves.

- Estudo, especificação e avaliação experimental de uso de células fotovoltaicas para geração de energia em aeronaves.

- Estudo, especificação e avaliação experimental de um sistema de aeronave remotamente pilotada (SARP).

- Estudo, especificação e avaliação experimental de Estruturas Multifuncionais visando pelo menos um dos seguintes itens: atenuação térmica, acústica ou vibração; mudança de forma e materiais estruturais com mudança de fase para fins de controle térmico.

De acordo com a Embraer, as linhas de pesquisa propostas buscam o desenvolvimento de conceitos futuros de aeronaves, com designs diferentes daqueles hoje conhecidos e com rendimento energético global ainda mais elevado.

“Com propulsão híbrido-elétrica, por exemplo, pode-se imaginar a construção de aeronaves movidas não apenas por dois, três ou quatros turbinas, mas por dezenas de motores elétricos que, ao serem corretamente posicionados e integrados à aeronave, possibilitarão a redução de arrasto e ganhos de eficiência”, exemplifica  o diretor de Desenvolvimento Tecnológico da Embraer, Daniel Moczydlower.

O objetivo da Fapemig é que todo o conhecimento gerado neste investimento em conjunto seja transferido para outros setores da economia mineira, resultando em mais competitividade, por meio das empresas.

“Teremos professores e especialistas capacitados e profissionais competentes, que são talentos necessários para atrair novas empresas e novos centros de Pesquisa e Desenvolvimento, como o atual Centro de Engenharia e Tecnologia Embraer-MG, localizado no CIT/Senai em Belo Horizonte”, cita o gerente da Fapemig.

O prazo de execução de cada projeto será de até dois anos. As submissões deverão ser feitas, por meio do sistema Everest, até 17h do dia 23 de junho de 2017. No momento da submissão das propostas, o proponente deverá estar cadastrado no sistema e a gestora credenciada na Fapemig. Confira aqui a Chamada completa.

Workshop

As linhas de pesçquisa da Chamada foram detalhadamente explicadas em um workshop, realizado na manhã desta quarta-feira (17/5) no auditório da Fapemig, em Belo Horizonte. Durante o evento a Embraer apresentou alguns projetos que já desenvolve nestas áreas. Cerca de 60 pessoas participaram do evento e puderam tirar dúvidas relacionadas à Chamada.

O evento, que tem entre seus participantes estudantes e pesquisadores de diversas universidades mineiras, inclusive de fora de Belo Horizonte, inclui uma visita técnica ao Centro de Engenharia e Tecnologia da Embraer, localizado nas instalações do Centro de Inovação e Tecnologia (CIT), do Serviço Nacional da Indústria (Senai) e da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), situado ao lado da Fapemig.



Últimas