Estado investe mais de R$ 50 milhões em sistema de aquecimento solar

Por meio da Cemig, milhares de equipamentos já foram instalados entre 2015 e 2018. Sistema utiliza uma forma de energia renovável e não poluente

imagem de destaque
Iniciativa estimula o desenvolvimento de novas tecnologias e a criação de bons hábitos de consumo
  • ícone de compartilhamento

O Governo de Minas Gerais, por meio da Cemig, instalou mais de 15 mil sistemas de aquecimento solar em todo o estado, por meio do programa Energia Inteligente. Já foram beneficiados com os equipamentos 15,5 mil casas de conjuntos habitacionais, 37 hospitais e 103 instituições de longa permanência de idosos. Os investimentos na instalação dos dispositivos superam a marca de R$ 53 milhões. 

De acordo com o gerente de Eficiência Energética da Cemig, Ronaldo Queiroz, o objetivo da ação é a busca da transformação do mercado consumidor, estimulando o desenvolvimento de novas tecnologias e a criação de bons hábitos de consumo.

“Investindo em aquecimento solar para os seus clientes, a Cemig gera ganhos diretos para os consumidores e demonstra para a sociedade que é preciso utilizar a energia de forma eficiente, sem abrir mão dos benefícios que ela proporciona”, afirma. 

Os projetos de substituição de chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar de água trazem benefícios tanto para o consumidor – que ganha em conforto nos banhos e na redução na fatura de energia elétrica – quanto para o sistema elétrico, que tem a sobrecarga reduzida no horário de ponta. Além disso, ganha também o meio ambiente, pois o sistema utiliza uma forma de energia renovável e não poluente.

Programa de Eficiência Energética

Entre 2015 e dezembro passado, a Cemig já investiu aproximadamente R$ 150 milhões em projetos que disseminam a cultura do uso consciente e sustentável de energia elétrica. Além das instituições de ensino, clientes e comunidades de baixa renda, entidades sem fins lucrativos, hospitais e iniciativas privadas são beneficiadas com as ações do programa.

No âmbito educacional, a empresa também desenvolve a substituição de lâmpadas ineficientes de 151 escolas estaduais de Minas Gerais por outras de tecnologia LED. Até o momento, cerca de 14 mil lâmpadas já foram trocadas em um investimento superior a R$ 1,7 milhão. 

Os projetos de substituição de chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar da Cemig utilizam recursos do  Programa de Eficiência Energética que é regulado pela Aneel - PEE e foi criado pela Lei nº 9.991 de 2000. 

 O Programa Energia Inteligente da Cemig é regulado pela Aneel e se baseia no incentivo à mudança de hábitos, resultando na redução e eliminação do desperdício como forma de bom uso e preservação dos recursos naturais.



Últimas