Estado dá apoio permanente a pacientes e familiares na luta contra as drogas

Centro de Referência Estadual em Álcool e Drogas, da Secretaria de Segurança Pública, garante orientação e atendimento

imagem de destaque
No Cread, o cidadão pode contar com a ajuda e a orientação de psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros
  • ícone de compartilhamento

Encontrar alguém que possa dar orientação nos momentos de dificuldade e auxiliar a encontrar as soluções é, muitas vezes, o que dependentes químicos e seus familiares desejam e precisam para enfrentar o problema. Pensando nisso, o Governo de Minas Gerais abre as portas diariamente do Centro de Referência Estadual em Álcool e Drogas – um local onde usuários e familiares têm o primeiro atendimento na caminhada da luta contra o vício.

No Cread, o cidadão pode contar com a ajuda e a orientação de psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros, participar de grupos de mútua ajuda e, até mesmo, conseguir a indicação para uma internação a partir deste contato.

O trabalho no Cread é realizado com a ideia de acolhimento, da troca de experiências e da mútua ajuda. Cada cidadão tem atendimento individual e personalizado, e recebe orientações não só de questões relacionadas à dependência química, como também de ações que buscam o bem estar físico e emocional, além da reinserção social.

De acordo com o superintendente de Acolhimento Integral ao Usuário de Drogas, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Lucas Israel, a maioria das pessoas que busca o Centro de Referência em Álcool e Drogas faz isso por iniciativa própria.

O superintendente também explica que, mesmo após o encaminhamento do usuário para uma comunidade terapêutica, para internação, por exemplo, há continuidade do trabalho do Cread.

“Após um período de dez dias que a pessoa foi encaminhada para uma unidade conveniada, entra-se em contato com a família, para acompanhar o processo e estimular a participação dos familiares durante o tratamento”, diz Israel.

Atualmente, 23 instituições e comunidades terapêuticas, conveniadas com a Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas (Supod), da Sesp, disponibilizam cerca de 1.140 vagas/mês em três tipos de modalidades: ambulatorial, permanência dia e abrigamento.

Grupos de mútua ajuda

Além dos grupos de mútua ajuda, voltados para os dependentes, que se reúnem para compartilhar experiências e esperanças, o Cread também oferece grupos de ajuda para familiares e amigos. Nesses grupos é realizado um trabalho de prevenção de recaída e orientação sobre como lidar com a situação no convívio doméstico.

Cread em Números

 Perfil dos atendidos

O Cread tem por finalidade, ainda, a manutenção de um banco de dados que propicie a avaliação do perfil epidemiológico dos usuários. Os dados são coletados a partir da integração com os serviços do Programa Rede Complementar de Suporte Social na Atenção ao Dependente Químico, da Subsecretaria de Políticas sobre Drogas da Sesp, e do Programa Aliança Pela Vida, da Secretaria de Estado de Saúde.

As pesquisas elaboradas pelo Cread identificam dados importantes para nortear as ações de combate às drogas no Estado e também servem para conscientizar a população das relações socioeconômicas nas quais estão inseridos os dependentes químicos.

 “Apesar de o foco ser o afastamento das drogas, tenta-se ver a pessoa como um todo. O uso de entorpecentes traz, principalmente, problemas sociais e financeiros.”, destaca o superintendente Lucas Israel.

A partir da análise dos dados coletados de 2004 a 2016, é possível dizer que o perfil dos atendidos é predominantemente do sexo masculino, adultos, solteiros, com baixa escolaridade, desempregados e/ou em trabalho informal e de baixa renda familiar.

Além disso, a maioria iniciou o consumo de droga na adolescência, pelo tabaco ou álcool e possui algum familiar usuário ou dependente.

Ajuda pelo telefone

Por meio do LigMinas (155 opção 1) usuários de drogas, familiares e público em geral também são orientados sobre serviços prestados pelas instituições integrantes da Rede de Atendimento de sua localidade e daquelas conveniadas com o Governo de Minas Gerais. A ligação é gratuita, inclusive de celular. O atendimento é disponibilizado de segunda a sábado, entre 7h e 19h.

Serviço:

Cread

Horário de funcionamento: de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h.

Endereço: Rua Rio de Janeiro, 471 - 3ºandar. Centro - Belo Horizonte



Últimas