Envio de propostas em PMI sobre implantação de plataforma tecnológica nas estradas mineiras vai até 18 de agosto

Projeto contempla criação de uma solução de captura, monitoramento e armazenamento de dados eletrônicos de veículos e cargas que trafegam nas rodovias federais, estaduais e vias urbanas de Minas Gerais

imagem de destaque
Segunda sessão pública para discussão sobre o PMI 01/2017, realizada, nesta semana, no auditório do BDMG
  • ícone de compartilhamento

O Governo de Minas Gerais iniciou um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI - 01/2017) para, com o apoio da iniciativa privada, por meio de Parceria Público Privada (PPP), avançar na construção de uma plataforma tecnológica a ser implantada em Minas Gerais. A data de recebimento de propostas de empresas interessadas no PMI 01/2017 se estende até o dia 18 de agosto deste ano.

Segundo informações da Prodemge, o projeto contempla a criação de uma solução de captura, monitoramento e armazenamento de dados eletrônicos de veículos e cargas que trafegam nas rodovias federais e estaduais e vias urbanas do estado, com fins de fiscalização, monitoração e ações nas áreas tributária, de segurança pública, de controle sanitário e de operações viárias. 

Importância do projeto

Durante a realização da segunda sessão pública para discussão sobre o PMI 01/2017, realizada, nesta semana, no auditório do BDMG, em Belo Horizonte, o secretário de Estado de Fazenda, José Afonso Bicalho, frisou a importância da parceria com a iniciativa privada para o melhor funcionamento dessa solução.

“Precisamos inibir qualquer tipo de ilegalidade no Estado, e teremos mais efetividade se fizermos isso conjuntamente. A ideia do Governo é que o processo aconteça de forma rápida e eficaz para que, já no início de 2018, ele possa entrar em vigor”, afirmou.

Vários representantes de empresas interessadas e consórcios já formados participaram da segunda sessão pública do PMI 01/2017, e puderam tirar dúvidas diretamente com os representantes do Governo de Minas Gerais.

O representante da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), coronel Fernando Antônio Arantes, por sua vez, esclareceu que o objetivo do procedimento é clarear necessidades e estabelecer parcerias que viabilizem o projeto, além de propiciar segurança a todo o território mineiro.

“Queremos que as empresas se posicionem sobre a forma como elas acreditam que as ideias devam ser geridas. A PMMG quer possibilitar maior integralidade de informações por meio de uma parceria eficaz, dando oportunidades ao mercado privado. Nosso interesse é fechar um escopo que, em 2018, poderá ser iniciado a fim de trazer benefícios a todos os envolvidos”, apontou. Durante a sessão, a PMMG ainda apresentou algumas iniciativas, como forma de evidenciar a importância da PPP para a boa gestão da segurança no estado. 

Nas sequência, o diretor-geral do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Marcílio Magalhães, ressaltou que o projeto é de grande valia também na resolução das questões sanitárias de Minas Gerais. “Temos interesse em colher informações do tráfego de animais para evitar qualquer risco sanitário em nosso território. Essa iniciativa é de extrema importância para a nossa realidade”, comentou.

Além de integrantes da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF), Prodemge, do IMA e PMMG, estiveram presentes na sessão pública representantes do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DEER/MG), Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), das Secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e de Segurança Pública (Sesp), Gabinete Militar e do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).



Últimas