Comunidade rural quilombola terá incentivo para agroindústria familiar

Ideia é agregar valor aos produtos artesanais da região, aumentando a renda no campo

imagem de destaque
Anúncio foi feito pelo secretário Professor Neivaldo durante o III Encontro de Comunidades Quilombolas
  • ícone de compartilhamento

Para ampliar a produção artesanal das comunidades quilombolas rurais, o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda), irá apoiar a implantação de pequenas agroindústrias familiares neste segmento.

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado, Professor Neivaldo, durante o III Encontro de Comunidades Quilombolas, realizado pela Associação dos Agricultores Familiares Quilombola de Alegre, na Comunidade de Alegre, na zona rural de Januária, no Norte de Minas.

“É muito importante agregar valor à produção nas comunidades rurais quilombolas, sobretudo para dar uma alternativa de renda às famílias do campo”, disse o secretário de Estado Professor Neivaldo.

Ele afirmou que a Seda irá implantar ainda neste ano uma pequena agroindústria familiar na comunidade rural de Alegre, a 16 quilômetros do centro de Januária. O projeto piloto consiste na instalação de equipamentos para produção de pães, bolos e biscoitos para atender os consumidores da região e os mercados institucionais, como escolas e hospitais.

Além do projeto da mini padaria, a associação também deve receber um Kit Feira, composto por 10 barracas, sessenta caixas, vinte jalecos e balança de precisão, para organizar e potencializar a venda dos produtos.

“Nossa comunidade tem condições de ampliar nossa produção e aumentar a renda com a chegada dos equipamentos”, afirma a presidente da Associação, Rosimeire Alves. Certificada como quilombola pela Fundação Palmares em 2012, Alegre é formada por cerca de 500 famílias e está localizada às margens da MG 135, rodovia que liga Januária a Manga.

A terceira edição do encontro teve a presença de famílias das comunidades quilombolas e rurais de Alegre I e II, Riacho da Cruz, Agreste, Formosa, Barreiro, Barreirinho, Várzea da Cruz, Riacho Novo, entre outras, e contou com missa, atrações culturais, feira de alimentos e artesanato da região e sorteio de brindes.



Últimas