Caravanas de gestores abrem calendário das Conferências de Assistência Social em Minas Gerais

Técnicos do Governo do Estado vão levar discussões sobre políticas de assistência social e participação popular a 21 municípios mineiros

  • ícone de compartilhamento

Com o lema “organizar, lutar e resistir”, uma caravana de gestores sociais da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) e o Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas/MG) realizam, a partir da próxima segunda-feira (7/8), as Conferências Regionais de Assistência Social em 21 municípios mineiros.

“Vamos deliberar sobre a instituição e viabilização das instâncias participativas regionais dos trabalhadores e dos usuários e, o mais importante, vamos estabelecer uma agenda de luta do Conselho em conjunto com as Uniões Regionais dos Conselhos Municipais de Assistência Social”, explica a subsecretária de Assistência Social, Simone Albuquerque.

Ela informa, ainda, que desta vez vai acontecer junto com as conferências a terceira etapa do Capacita Suas, para qualificação dos gestores sociais e conselheiros dos conselhos municipais de Assistência Social.

Papel da Assistência Social

Entre os objetivos dessas conferências estão o debate sobre o legado da política de assistência social, em âmbitos federal e estadual, e a participação popular. Dos quatro eixos indicados e recomendados pelo Conselho Nacional de Assistência Social (Cnas) para discussão e deliberação nas conferências regionais de Minas Gerais, o debate se dará em torno do 'Eixo 2: Gestão democrática e controle social: o lugar da sociedade civil no Suas'.

“No final do evento, queremos a formação de conselheiros nos territórios e a instituição de fóruns regionais que representem os usuários e trabalhadores do Suas, respectivamente”, afirma Simone.

De acordo com a subsecretária, somente a partir daí será definida uma agenda política de resistência para os próximos dois anos, para fazer frente às mudanças protagonizadas pelo Governo Federal, como o congelamento dos investimentos na área social por 20 anos (PEC dos Gastos Públicos) e a Reforma da Previdência, que traz em seu bojo retrocessos nos direitos sociais de idosos e pessoas com deficiência, público contemplado pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A ação

Esta é a segunda vez que as conferências são organizadas a partir dos territórios. Além dos cursistas e dos delegados eleitos nas conferências municipais, participarão também os conselheiros municipais de assistência social (dois por município) e secretários executivos inscritos para o Curso de Controle Social do Capacita Suas, na condição de convidados.

A estimativa de público nas 21 conferências previstas é de cerca de 5 mil pessoas, somados os delegados, cursistas e convidados.

As primeiras conferências acontecem no dia 7 de agosto nos municípios de Patos de Minas, Uberlândia, Montes Claros e São João del-Rei. No dia 14 de agosto será a vez de Paracatu, Poços de Caldas e Salinas.

O calendário prossegue no dia 21 de agosto em Varginha e Araçuaí. No dia 28 de agosto, em Uberaba, Belo Horizonte; dia 11 de setembro em Governador Valadares; dia 18 de setembro em Curvelo, Timóteo e Ituiutaba; e dia 25 de setembro em Teófilo Otoni, Juiz de Fora e Divinópolis.



Últimas